Saiba quais são as formas mais eficientes de prevenir o coronavírus

Saiba quais são as formas mais eficientes de prevenir o coronavírus

Oficialmente batizado como Covid-19, o novo Coronavírus tornou-se preocupação mundial à medida que sua disseminação cresceu e se espalhou por todo o globo.

Responsável por causar infecções respiratórias em humanos, a primeira aparição de um vírus da família dos Coronavírus aconteceu em 1937, mas eles só ganharam esse nome a partir de estudos realizados em 1965, quando os cientistas identificaram que sua aparência lembrava a de uma coroa, graças às espículas presentes em sua superfície.

Como o vírus é capaz de se modificar com o passar do tempo, foi identificada a necessidade de nomear cada nova ocorrência de formas diferentes. Assim, a Covid-19 recebeu essa nomenclatura por meio da sigla “Corona Virus Disease”, que em português significa “Doença do Coronavírus”, aliado ao ano de sua primeira ocorrência, ou seja, 2019.

Com a velocidade das informações, muitas notícias falsas e medidas equivocadas se espalham, atrapalhando o trabalho de combate à doença e confundindo o público. Por isso, saber quais são as formas eficazes para se prevenir torna-se nossa principal arma de combate à Covid-19.

 

Saiba como fazer uma prevenção eficiente

 

• Lave as mãos frequentemente: Lembre-se de lavar as mãos em vários momentos do dia, usando água e sabonete. É importante lavar toda a área das mãos, dando atenção aos dedos e aos espaços entre eles, aos pulsos e embaixo das unhas. Para ser eficaz, esse processo deve durar no mínimo 20 segundos.

• Não levar as mãos ao rosto: Evite tocar no rosto e nas regiões de mucosas como boca, olhos e nariz, principalmente se suas mãos não estiverem higienizadas.

• Atenção aos objetos: É importante limpar os objetos mais manuseados, como celulares e controles remotos. Utilize álcool para fazer essa higienização e limpe as mãos logo em seguida.

• Deixe o ar circular: Mantenha as janelas abertas, promovendo ambientes sempre ventilados.

• Etiqueta da tosse: Se sentir vontade de tossir ou espirrar cubra o nariz e a boca com o braço ou com um lenço descartável, jogando-o no lixo logo depois de usá-lo.

• Se estiver doente, fique em casa: Caso more com mais pessoas e apresente sintomas leves, evite contato e permaneça isolado por pelo menos 14 dias. Se os sintomas persistirem, esse período pode aumentar. Caso o problema se agrave, procure orientação médica.

• Não compartilhe objetos de uso pessoal: Separe copos, pratos e talheres para cada membro da casa, evitando que se misturem.

• Evite contato: Não cumprimente pessoas com apertos de mão, beijos ou abraços. Por enquanto, é importante evitar o contato.

• Cuidados com os grupos de risco: É importante lembrar que não devemos visitar as pessoas que fazem parte dos grupos de risco, evitando sua exposição à doença.

• Se precisar sair, lembre-se: Deixe os sapatos fora de casa. Assim que chegar, vá para o banho e troque de roupa.

• Se puder, não saia: O isolamento social ainda é a principal forma de prevenção. Se puder, fique em casa.

Se quiser saber mais sobre o Laboratório Inac, entre em contato conosco pelo telefone ou WhatsApp. Estaremos prontos para tirar suas dúvidas e atendê-los.

Fonte: Equipe de Comunicação

Ao continuar navegando pelo Portal, o Usuário declara estar de acordo com nossa Política de Privacidade